Espaço do aluno:

Notícias

Como usar o método Bullet Journal para estudar

@Fonte: Guia do Estudante

Quinta, 06 de agosto de 2020

Descubra o que é a técnica de organização que te permite adaptar sua agenda de estudos

Existem muitas maneiras de se organizar. Diário, agenda, planner mensal, diário, semanal… São tantos métodos e dicas que pode ficar difícil encontrar a forma mais adequada para você. O Bullet Journal, ou BuJo, tornou-se popular em redes sociais como Tumblr e YouTube por causa de sua estética instagramável. Mas, na verdade, é um método que pode ajudar aqueles com dificuldade de organização.

E, aqui, nós contamos tudo o que você precisa saber para começar o seu em três tópicos simples!

- O que é um Bullet Journal?

O Bullet Journal é um método de organização criado pelo designer de produto digital Ryder Caroll. Diagnosticado com dificuldade de aprendizado desde jovem, Ryder decidiu desenvolver um método prático que estimulasse a produtividade. De acordo com o designer, o BuJo é uma prática mindfulness para você se organizar enquanto se mantém fiel aos seus propósitos.

O mais legal sobre esse método é sua flexibilidade. Ele pode ser feito em qualquer caderno que você tenha e é adaptável a suas prioridades e objetivos. Ainda que Ryder tenha um método fixo, na internet, existem diversas referências de organização, seções e métodos para você se inspirar.

No mundo digital, essa técnica ganhou contornos que vão além do método “agenda”. Muitos adeptos do BuJo decidem apostar em uma estética bonita, colorida e cheia de desenhos. Enquanto outros, apostam em algo minimalista e direto. Não existe jeito certo. Essa técnica te permite encontrar a sua melhor forma de organização.

Como começar seu Bullet Journal:

- Defina o objetivo da sua organização

Primeiro, entenda porquê você quer usar esse método. Você quer organizar apenas seus estudos? Ou quer organizar também os eventos e tarefas da sua vida pessoal para não esquecer nada? Depois de decidir esse objetivo vai ficar mais fácil definir quais seções vão ser importantes para essa agenda e quais informações você precisa para se organizar.

- Escolha um caderno

Agendas ou BuJos são cadernos que você vai carregar para todos os lados. Por isso, é importante que seja leve e não muito grande. O tamanho A5 costuma ser o ideal para esse tipo de atividade já que tem espaço suficiente para anotações se é portátil.

Na hora da compra, pense em como será mais fácil para você desenhar e organizar suas tarefas. Os BuJos, geralmente, são feitos em cadernos pontilhados. Isso porque dão a possibilidade de você desenhar as páginas do jeito que quiser com a ajuda de uma guia de referência (os pontos). Mas você pode usar cadernos sem pauta, com linhas ou quadriculado, da forma que preferir.

- Busque referências

O YouTube e o Pinterest estão cheios de referências legais com dicas de seções e até como desenhar cada divisão. Assista a muitos vídeos e salve referências, assim você pode perceber quais vão ser úteis para o seu dia a dia e qual forma mais combina com seu jeito de se organizar.

- Não tenha medo de mudar

Dificilmente, a primeira tentativa de organizar seu BuJo vai dar certo. É preciso prática para entender como funcionam os seus dias e quais atividades são suas prioridades. Então não tenha medo de errar e mudar. Com o tempo, você vai entendendo o método que dá certo e, eventualmente, criando um método próprio! O mais legal do BuJo é exatamente que ele nos permite mudar sempre que quisermos.

Veja abaixo algumas seções “clássicas” desse tipo de organização e dicas de divisões para se inspirar ao organizar seus estudos com o Bullet Journal.

Organizando seus estudos

- Seu cronograma

Quem aí nunca esqueceu qual dia era e qual matéria teria? A primeira tarefa mais importante para o BuJo pode ser criar uma tabela simples com os seus horários escolares. Organize por dia da semana e quais matérias você tem em cada horário. Se você faz algum curso fora da escola, você também pode colocar nesse cronograma. Dessa forma, você vai ter uma visualização mais ampla de como são os seus dias e os horários vagos para estudos ou lazer.

- Calendário mensal

Como o Bullet Journal funciona, em parte, como agenda, essa é a seção mais clássica. Use esse calendário para visualizar todo o seu mês de maneira simples. Anote as datas importantes de eventos, provas e entregas de trabalho que já estão previstas no calendário escolar ou conforme forem aparecendo.

- Intenções, desejos e objetivos

A principal finalidade dessa técnica é organizar seus dias para que você alcance seus objetivos – sejam eles diários, mensais ou anuais (sim, pode ser passar em um vestibular). Por isso, pode ser importante, no começo de cada mês definir seus principais objetivos e intenções.

Dedique uma página para listar o que você quer realizar no mês. Ainda que essa seja uma previsão para o futuro, evite frustrações e tente não listar diversas coisas que seriam impossíveis de serem feitas. Foque no que é possível e que você pode dar conta.

- Afazeres diários

Dedique uma parte das páginas do seu BuJo para os afazeres diários. Com isso, você se organiza a partir de tarefas que precisa fazer em cada dia da semana, qual lição de casa ou trabalho escolar você precisa fazer e, também, qual matéria estudar. Essa é uma forma simples de controlar os afazeres do dia sem se perder em meio a tantas tarefas.

A Luiza Junqueira, do canal Tá Querida, mostrou nesse vídeo como ela organiza seu bullet journal e o mais legal: ela mostra que você não precisa ser um super artista ou ter várias canetas e acessórios de papelaria para fazer o seu.

- Criando hábitos

Uma seção comum nos BuJos são os “trackings de hábitos”. Eles podem ser feitos e organizados de diversas formas diferentes (existem muitas referências no YouTube), mas servem especificamente para te ajudar a criar hábitos. Se você, por exemplo, quer ler um pouco todos os dias ou de se exercitar, faça uma lista dessas atividades. Ao longo do tempo, vá marcando em qual dia eles foram realizados. Dessa forma, você cria um lembrete diário daquela tarefa e consegue ter uma visão melhor do quanto você realmente está fazendo.

- Não perca nenhuma matéria

Se você não quer perder nenhuma matéria passada em sala de aula, use o início da sua organização semanal para listar todos os conteúdos. Essa dica veio diretamente da Ana’s Studies, que tem um canal voltado para mostrar seus estudos. Depois de separar os dias da semana com espaços para o número de matérias no dia, ela anota o tema de cada aula para conseguir estudar depois. Você pode ver ela contando mais no vídeo:

- Diário ou agenda

O mais legal do BuJo é que ele não é só uma agenda, nem um diário. Ele pode ser os dois e da forma como você achar melhor. Além de existirem diversas técnicas para organizar o seu dia, pode ser interessante que o seu caderno também seja pessoal. Um lugar onde você possa fazer anotações para sua vida e se sentir inspirado – seja decorando artisticamente seu caderno ou apenas anotando coisas que você gosta de fazer na vida pessoal.