Espaço do aluno:

Notícias

Afinal, como incentivar uma criança a gostar de estudar?

@Fonte: Folha Vitória

Quarta, 18 de novembro de 2020

Como incentivar uma criança a gostar de estudar? Essa pergunta é muito comum entre os adultos. É fácil compreender essa situação, pois, às vezes, é complicado para os pequenos reconhecerem o valor do estudo frente às inúmeras possibilidades de diversão.

Para evitar que as crianças tenham problemas de aprendizado, é preciso, desde cedo, estimulá-los ao estudo sem que isso pareça uma obrigação ou algo pesaroso. Veja algumas dicas para incentivá-los ao estudo!

- Qual a importância do estudo desde cedo?

Tudo na vida parte de uma rotina, e para o hábito do estudo não é diferente. A criança adquire os hábitos de tomar banho, escovar os dentes, comer sozinha e se trocar; para a prática do estudo, deve acontecer da mesma forma.

Por vezes, nos deparamos com adolescentes em recuperação por falta de uma boa base no ensino fundamental. Ou seja, se no passado aquele aluno tivesse criado o hábito de estudar, seria mais fácil aprender a tabuada, por exemplo, do que assimilá-la agora, junto a problemas complexos de física e matemática.

Portanto, é dever dos responsáveis conversar e incentivar as crianças desde cedo, seja com atividades lúdicas ou realizando o dever de casa com elas.

- Como estimular o interesse nos estudos?

O estudo nunca deve ser associado a uma punição ou castigo. Por isso, é preciso utilizar estratégias inteligentes para que a criança se divirta enquanto estuda. Veja algumas dicas.

- Estabeleça objetivos

É mais fácil para o adulto se engajar em alguma coisa quando ele tem um objetivo definido; da mesma forma ocorre com a criança. Assim, a melhor forma de incentivá-la é criando objetivos de curto, médio e longo prazo.

No início do ano letivo, o objetivo de passar de ano está muito longe para os estudantes e por isso pouco palpável. Portanto, os responsáveis devem definir objetivos mensais ou semestrais.

Comece estabelecendo uma hora de estudo por dia, depois estabeleça uma nota mínima em um trabalho ou prova e assim por diante. Dessa forma, a criança ficará estimulada e feliz quando for conquistando cada objetivo.

- Fale sobre a importância do aprendizado

É comum que a educação ainda seja tratada com uma metodologia rígida em que os alunos precisam passar de ano com notas boas e um dia se formar em uma faculdade. Assim, para desmistificar isso, comece a utilizar o verbo aprender no lugar de estudar. Afinal, o aprendizado vai muito além de estudar e ter boas notas: aprender significa agregar conhecimentos que serão utilizados por toda a vida.

- Crie recompensas

Sabemos que o ato do estudo deve ser algo recorrente na vida das crianças. Mas, pelo menos no início, criar recompensas pode ser uma forma de incentivo. Dessa maneira, mesmo que ainda não reconheça o valor de estudar, a criança verá um benefício nessa atividade e se esforçará mais para alcançar os objetivos. Você pode trocar horas de estudo por um passeio, brinquedo novo ou até um tempo a mais no videogame.

- Estude com as crianças

Outro ponto importante é que os responsáveis precisam ajudar as crianças, incentivá-las e dar o exemplo. De nada adianta mandar a criança estudar se você nunca tem tempo para ajudá-lo. Para facilitar o processo, crie uma grade de estudos para ela e proponha horários em que os dois estudarão juntos.