Espaço do aluno:

Notícias

Novos horários, nova rotina: como adaptar os seus filhos na volta às aulas

@Fonte: Bem Paraná

Quinta, 14 de fevereiro de 2019

No fim das férias, as atenções se voltam aos preparativos para a volta às aulas e a adaptação das crianças, nem sempre, é fácil. O sono é maior, as reclamações aumentam e, muitas vezes, o medo faz parte da chegada dos novos estudantes às instituições. Os pais, por sua vez, precisam lidar com essa realidade e ainda tornar o estudo uma experiência positiva. Por isso, algumas dicas podem ser valiosas para a readaptação das famílias.

Esther Cristina Pereira, psicopedagoga e diretora da Escola Atuação, conta como adaptar a rotina das crianças e facilitar o processo de retorno aos estudos sem causar sofrimento. Confira pequenas atitudes que vão transformar a volta às aulas em um momento divertido:

- No ambiente escolar:

As crianças menores requerem maior atenção em seu primeiro contato com o ambiente escolar. Segundo a educadora, a apresentação da escola é indispensável. “É importante levar elas à escola para passearem e conhecerem o espaço, os professores e a diretoria. Isso faz com que a adaptação seja muito mais tranquila”, aconselha.

A colônia de férias, inclusive, pode ser uma ótima forma para esse primeiro contato. “Se a escola tiver colônia de férias, vale levar os pequenos, de 2 a 3 horas por dia, para eles irem se adaptando ao novo ambiente”, acrescenta Esther.

- Com os materiais escolares:

A análise dos materiais antigos, a elaboração da lista de compras e a escolha dos novos acessórios são momentos que geram uma expectativa positiva nas crianças e, ao mesmo tempo, estimulam a autonomia e a organização.

“O namoro dos novos materiais são parte do processo de adaptação. Eles ficam animados em escolher os cadernos, a mochila e os acessórios novos, então é fundamental que os pais acompanhem e incentivem a criança a perceber a volta às aulas como um momento divertido também”, indica a pedagoga.

- Na hora de acordar cedo:

A adaptação dos horários deve ser feita aos poucos, segundo a especialista. “Mesmo que a criança estude no período da tarde, ela tem que ter horário para tomar café, para fazer a lição de casa, e almoçar”, diz.

É importante ir adaptando a criança aos poucos, para que a transição não seja tão brusca. “Não é adequado você voltar da praia no domingo, de uma rotina sem disciplina e levar a criança para a aula logo na segunda-feira de manhã. Isso faz com que o retorno se torne um processo complexo, que pode diminuir o rendimento da parte pedagógica”, destaca.

- A conversa com a família:

A conversa entre pais e filhos durante as férias é fundamental para a aceitação dos estudos e para uma percepção positiva do ambiente escolar por parte das crianças. “Os pais podem conversar sobre como foi o semestre que passou e quais as expectativas dos pequenos para os primeiros dias de aula, conta Pereira. “A interação dentro de casa deve encorajar as crianças e os jovens que, muitas vezes, ficam nervosos ao chegar em uma nova instituição. Também é crucial ambos caminharem com o mesmo objetivo: prezar pelo bem comum do estudante”.

- Uma boa noite de sono:

Os dias de férias permitem dormir até mais tarde, tirar sonecas depois do almoço e estender os filmes durante a noite. No entanto, a especialista da Escola Atuação explica que essa rotina deve ser transformada aos poucos. “Alguns dias antes do primeiro dia de aula, é fundamental que os pais moldem a rotina dos filhos”, diz Esther.

Dormir mais cedo, gastar a energia durante o dia para ter uma noite de sono de qualidade e acordar no horário para as aulas não é uma tarefa fácil para a maioria das famílias, por isso, a dica da especialista é tornar esse processo tranquilo: “Ir dormir e acordar 15 minutos mais cedo todos os dias é um bom caminho. Em pouco tempo, a família e as crianças se adaptam de uma forma suave”.